O plástico PET vem desafiando metais em aerossóis.

As embalagens em aerossol são usadas pelas pessoas a muito tempo, desde meados do ano de 1926, vindo a se popularizar logo após a segunda guerra mundial. Muito utilizado na linha de produtos para higiene pessoal, produtos alimentícios, cosméticos, medicamentos, tintas, inseticidas e vários outros, por suas características de conservação em longos períodos de tempo  e  proteção do conteúdo contra a luz ,gases e a umidade, impedindo qualquer impureza ou deterioração, garantindo a segunça do consumidor.

 Atualmente as embalagens aerossol são produzidas no Brasil com o material Alumínio ou folhas de Flandres, mas este cenário está prestes a passar por mudanças, pois o plástico PET (Poli tereftalato de etileno) vem com uma nova ideia para este segmento, entenda como:

 No Brasil as embalagens de aerossol produzidas de PET começaram a ser desencolvidas a pouco tempo e ainda estão em processo de teste, mas a expectativa de bons resultados é grande, este tipo de embalagem aerossol é conhecido como “SprayPET”, que permite sua utilização em praticamente todas as aplicações, obedecendo os padrões e normas técnicas brasileiras, europeias e nortes americanos para embalagens tipo aerossol.

 Este tipo de embalagem aerossol “SprayPET” já é comercializado na Europa, usado principalmente na indústria de higiene pessoal e de limpeza. Nos Estados Unidos a embalagem de aerossol de plástico PET substitui 100% das embalagens de aerossol de Alumínio.

 Uma da oportunidade enxergada por esta nova ideia é que o PET é mais maleável que o alumínio e portanto permite um design diferenciado, permitindo também que o conteúdo da embalagem seja visto, pois o PET pode ser aplicado com transparência nas embalagens, isso é visto com vantagens para uns e desvantagens para outros, mas a grande cartada da ideia é permitir mais segurança do conteúdo das embalagens, pois o Alumínio se rompe com mais facilidade  do que os plástico em situações extremas como em quedas ou atritos.

 O PET vem ganhando espaço em vários setores da indústria, não somente na produção de garrafas para bebidas, que a utilização deste material já é bem comum e popular, ele avança para novos horizontes, pois leva consigo a preocupação com o meio ambiente sendo o plástico mais reciclado de tudo o mundo, além da possibilidade de ser reutilizado várias vezes sem perder nada em qualidade.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *